1 de nov de 2012

Marcos Ferrari - Entrevista com um dos melhores Atleta de Strongman brasileiro


Perfil


Nome: Marcos F. Ferrari Feitosa - Marcos Ferrari
Idade: 34 anos
Altura: 1,75 m
Peso: 115 kg
Esporte: Strongman / Powerlifting
Cidade: Mogi das Cruzes - SP



Títulos Conquistados ou Records Batidos.



No Powerlifting possuo as seguintes marcas : Squat 350 kg raw(cinto e faixa), 
Bench 200 kg raw, DeadLifting 340 kg raw(cinto).


Fui campeão Paulista IPF 2011.

No Strongman sou o atual e o primeiro campeão sulamericano, reconhecido pela American Strongman, sou campeão Brasileiro e campeão por Equipe na 

Argentina, este ano. Estes são os principais. 


Fui um dos primeiro a executar o super Yoke com 500 kg na América do Sul.



FT- Marcos o que te motivou a Escolher os Esportes de Força e por quais você começou? Conte-nos um pouco do seu início e quando viu que aquilo não seria apenas um Hobby.
Marcos FerrariEu na verdade já fui muito versátil ..kkkk...quando iniciei como atleta parti para os esportes coletivos, comecei com o handball, Rugby e Futsal na minha adolescência, e nessa época já fazia o Básico, porém não competia. Quando em um certo momento da minha vida precisei mudar de cidade resolvi dar mais atenção ao Básico porque não obtinha tempo suficiente para outro esporte. E Eu já levava jeito pra coisa, com 18 anos e pesando 75 kg já tinha um Squat de 230 kg raw e um Dead do mesmo valor... só o supino me aterrorizava..kkkk

Comecei a competir com exatos 22 anos e, apesar de ter presenciado uma era de gigantes no Powerlifting Nacional, sempre conseguia estar entre os melhores, várias foram as pessoas do cenário nacional que me incentivaram e apoiaram neste início, cito 3 que pra mim foram meus mestres : Bráulio Socorro e Cezar Durval e Sandro Ueno.




FT- Sei que você é um Atleta com um grande potencial no Powerlifting só que mesmo assim trocou ele pelo Strongman. Quais motivos ou razões te levaram a essa decisão? O que o Strongman tem a oferecer a mais que o Powerlifting para o Atleta?
Marcos FerrariEu estava evoluindo sim, entre erros e acertos creio que aprendi muito nessa minha primeira fase de contato com o Powerlifting, mas me faltava algo. Em sempre fui muito disciplinado e dedicado no esporte, mas ir para o tablado era uma libertação, eu entrava em transe, e muitas vezes me empolgava demais, o powerlifting é muito estático e técnico e extravasar tirava o foco. Nesse ponto eu já sabia que era sim forte mas eu precisava de mais ação, de mais opção essa é a verdade. Foi quando numa brincadeira de amigos montamos alguns aparelhos de Strongman e iniciamos uma experiência que me deixou apaixonado pela modalidade. Ali era o lugar que sempre procurei, eu tinha que ser forte, tinha que ter explosão, técnica, e muito, mas muito cardio, e esse foi o desafio, anos treinando básico confesso que descuidei deste item e o strongman me despertou e me fez evoluir como atleta, eu hoje posso dizer até que sou um melhor Basista, porque consegui corrigir no strongman minhas falhas físicas, posturais, estruturais e funcionais. Eu digo o seguinte, a base do Strongman provém ou do Powerlifting ou do Weightlifting essa é a verdade, é muito difícil aparecer um atleta que seja completo se não vier destas duas escolas, elas forjam o atleta. Já me perguntaram “pô mas se você anda com 500 kg você agacha com quanto??” Ou também, se você agacha com 360 kg você caminha com qt? Não é diretamente proporcional saca? para um atleta de Strogman certas forças são requeridas numa caminhada, enquanto que para um atleta de powerlifting outras serão, talvez o atleta de strongman tenha mais resistência e isometria e o de power mais explosão e técnica. Pra mim, hoje o Strongman me oferece a oportunidade de crescer como um todo no esporte de força, ele realmente completa as minhas expectativas quanto ao que eu julgo ser força. Ao meu ver o Strongman possui uma situação mais favorável quanto à profissionalização.



FT- Numa conversa com a Atleta Marilia Coutinho que também é uma grande admiradora do seu trabalho, ela me disse que você é pura Superação. Que passou por momentos complicados no âmbito familiar e mesmo tendo se doado de corpo e alma para enfrentar e superar tal obstáculo ainda conseguiu se manter no Esporte com um Ótimo Rendimento. Se puder nos relatar um pouco desse período, e de onde consegue tirar tanta Motivação para que mesmo em horas ruins consiga se manter focado, tenho certeza que irá ajudar e muito nossos Leitores com sua Experiência de Vida.
Marcos Ferrari- Ferrari- É .... esse capítulo da minha vida daria um livro, segundo a minha amiga Marilia Coutinho, e talvez ela tenha razão... A verdade é que não viemos para esse Mundo com um Manual de instruções e cada situação apresentada requer uma decisão ali, na hora, e quase nunca estamos preparados para lidar com situações que fogem ao nosso controle. Minha Filha Manoela aos 1 ano e 7 meses desenvolveu uma LLA ( Leucemia Linfóide
Aguda), tinha tanta coisa acontecendo na minha vida nessa época que é impossível esquecer, por exemplo o que senti ao ouvir o diagnóstico Final do Médico depois de 5 dias tentando descobrir o que ela tinha ... eu já vi isso em filmes, o cara morre por dentro e vira uma carcaça ambulante programada para algumas coisas essenciais e mais nada, eu tive que dizer pra mim mesmo : 
" Eu não vou chorar em nenhum momento, porque só acredito na cura e em nada mais..." e realmente derramei só uma lágrima durante 3 anos de tratamento de quimioterapia, só quando ouvi o diagnóstico... Eu sou forte??? Pode até ser que sim Fisicamente, mas a cabeça, tive que dia a dia motivar meu coração e minha alma ... foi duro ... eu queria na verdade parar com tudo, eu estava abrindo uma empresa em sociedade com um amigo, estava com passagens, hospedagem e tudo pago para participar do Panamericano de 2008 em Miami, era a minha chance eu lutei demais por ela, mas estava disposto a largar e viver pela minha filha, conversei demais com minha esposa Renata (meu alicerce depois falo mais sobre), com Deus, o tempo todo, cara... pra um atleta é muito cruel escolher entre sua filha ou seu sonho... indiretamente fui cobrado: "você não vai largar ela assim vai?'...Foi qdo ouvi de quem mais eu precisava, é lógico que da forma dela : "Você não vai fazer força Papai?" foi tudo do que eu precisava, o apoio de minha família, arranquei forças não dei da onde e fui, com o coração apertado e foi a melhor competição da minha vida...
Voltei e assumi a postura que deveria ter, me desdobrei, lutei, venci uma séria lesão na lombar e continuei fazendo o que gostava, o segredo é que deve-se deixar de lado alguns paradigmas bobos e tolos sobre o que a sociedade espera de você, o mais importante é o que quem te ama espera de você e nesse ponto gostaria de agradecer imensamente o apoio que recebi todos esses anos da minha Família, na verdade eles ergueram cada kg junto comigo....



FT- Hoje em dia você consegue viver apenas do Esporte ou tem outra profissão para conseguir sobreviver? Se sim, ela tem a ver com o Esporte, ou através dela você consegue Enriquecer o Strongmam de algum modo? 
Marcos Ferrari- Então esse é um assunto importante, quem é atleta segue a lógica de fazer o que faz de melhor e gosta de fazer ao mesmo tempo, mas todos nós sabemos que seria uma situação perfeita viver daquilo que se faz e gosta de fazer ao mesmo tempo, isso é privilégio de poucos. 
Seguindo a lógica de outros países o atleta hoje tem que ser um empreendedor e também visionário, pois todos em algum momento teremos que mudar o foco e nessa hora, quem a vida inteira foi atleta faz o que??? 
Nessa lógica, eu como a maioria ainda não consigo viver do esporte, apesar de ver claramente que o Strongman caminha de forma sustentável para a profissionalização e não “patrocionalização”, é um esporte que demanda um custo alto pro atleta se manter “ de alto nível”, então ainda não dá pra viver só dele aqui ( Brasil ), no ultimo Arnold,  Zydrunas embolsou uma quantia de $ 100.000 com a vitória, o que parece muito, porém não foi divulgado o quanto ele gastou com sua preparação. Além de Atleta hoje estou envolvido com a padronização e profissionalização deste esporte junto a CBSM (Confederação Brasileira de Strongman) buscando o investimento da iniciativa privada. Fora isso sou Técnico Químico em uma empresa estatal de saneamento, daqui tiro o meu sustento.



FT- Hoje vejo que o Strongmam no Brasil está em pleno crescimento, tendo os olhos dos Empresários direcionados para o Esporte. Com isso você acha que a elaboração ou coordenação dos Campeonatos organizados no Brasil está conseguindo um nível melhor nos quesitos: Regras e Provas e deixando de ser algo meio que regional, no qual não se tinha um circuito de provas Padrão e assim dificultando os Atletas que querem viver do Esporte?
Marcos Ferrari- Com toda a certeza. O Strongman já está aqui conosco desde meados dos anos 80, teve várias etapas e todas fracassaram devido ao objetivo. Agora recentemente o Strongman recebeu o verdadeiro rumo na essência para a qual foi criada, total ênfase como esporte, estilo de vida e superação, e não um circo de horrores como foi formatado no passado. O Strongman é um esporte show?? Sim. Com certeza. Mas, nunca um show de esporte. Ele deve seguir padrões e regras sempre provindas de um órgão que a mais tempo vem desenvolvendo seus eventos o que no caso do
Brasil, hoje, se chama American Strongman, a mesma entidade que organiza os eventos do Arnold e WSM. Hoje a Strong Monsters, uma das maiores equipes de Strongman da América do Sul, e a primeira a ter um CT, totalmente voltada a prática de Strongman, assim como é nos EUA e Europa, detém essa credibilidade e hoje é responsável por selecionar os melhores atletas Brasileiros para representar nosso país no Arnold.
Então mais do que nunca estamos sim organizados e padronizados, ajudando muito nossos atletas a terem a devida credibilidade lá fora. Inclusive na primeira visita da presidente da AS, Sra Dione Wessels, elogiou como uma das melhores estruturas no mundo a situação que ela encontrou aqui em nosso primeiro South American Qualify for Amateur Arnold 2013. Esse é o primeiro de muitos reconhecimentos que traremos para nosso país.



FT-Alimentação- Para ter tanta Força você precisa de muita Energia e assim sendo sua alimentação é de Extrema importância, tendo que estar balanceada e ajustada para seus Objetivos. Qual a quantidade de Carboidratos e Proteínas ingeridas diariamente? E quais fontes você usa para obtê-las?
Marcos Ferrari- Realmente como muito. Mas, com qualidade. Eu divido a minha alimentação em 8 refeições diárias baseadas em carboidratos como batata doce, inhame, mandioca, arroz branco com Quínoa e pão integral. Minhas fontes de proteína são a carne bovina magra, ovo, frango e peixe - quando tenho acesso ao fresco.
Evito o congelado, carnes gordas e me atento muito a rastreabilidade dessas carnes e ovos. A quantidade eu estou sempre adequando, porque conforme diz a minha nutróloga, que é a maior responsável pelos meus resultados obtidos com a alimentação e suplementação , Dra Paula Pillegi, eu tenho um metabolismo muito específico e acelerado e minha demanda metabólica tá sempre
alterando, conforme as etapas do meu treinamento. Na verdade, eu tenho uma dificuldade muito grande de ganhar peso e só consegui quebrar a barreira dos 100 kg quando iniciei no Strongman e passei a receber as orientações dos profissionais da área.

Mas, o pior não é chegar... é manter, basta alguns dias com alimentação precária e alguns treinos pesados e caio cerca de 4 a 5 kg em 1 semana, e não ganho na mesma proporção.



FT- Eu sei que treinar para praticar o Strongmam não deve ser muito fácil, uma vez que no Brasil é algo novo e não temos estruturas com condições apropriadas para conseguir um treinamento especifico. Como você lida com isso? Onde e como você treina?
Marcos Ferrari - Como falei anteriormente, somos os precursores da nova geração e nossa maior preocupação foi a de montar um CT nos mesmos moldes dos estrangeiros. Mas, o treinamento de Strongman envolve várias facetas, é necessário uma manutenção da estrutura física através do Básico, de aquisição de técnicas de
Weightlifting, Cross Fit e Kettsbell e também melhora de condição cardiovascular, sim porque como disse anteriormente o Strongman envolve uma situação única dentro dos esportes de força, uma coisa é você fazer uma carga máxima uma vez, outra coisa é manusear uma carga muito grande várias vezes. Então é necessário um link
entre todas essas ferramentas. Eu particularmente treino o básico e o LPO na academia, faço Boxe e natação para o cardio e mantenho de 1 a 3 vezes o específico no CT. Os treinos são insanos, principalmente o específico, mas sempre acometidos de muita responsabilidade e foco, nada de loucura, melhora gradativa e constante.


FT Ergogênicos- Não tenho como fugir do assunto, eu também vivo o Esporte de Força levo ele como meu estilo de vida, sou a favor da liberação deles, pois acho que tudo que é vetado fica mais estimulante. O PROIBIDO É BEM CONVIDATIVO QUANDO SOMOS JOVENS.
E é incontestável que por inúmeros motivos que quase todos Esportistas de Alto Rendimento acabam fazendo uso dos Ergogênicos seja para uma simples reposição hormonal ou para conseguir um maior rendimento que é o mais comum. Gostaria de saber pela sua vivência no Esporte como você enxerga esse assunto que ainda por incrível que parece é MOTIVO de grandes confusões?
Marcos Ferrari- Pois é Daniel, “ MOTIVO de grandes confusões”... essas que estão tirando vidas, por falta de informação. Em primeiro lugar, que ergogênicos? Comida é ergogênico! Comida "gera trabalho" (ergo-genia). 
Eu sei o que todo mundo tem na cabeça com essa pergunta: são os famosos AAS (androgenic anabolic steroids, ou esteróides anabólicos androgênicos).

Em relação a eles, a conversa é tão cheia de mitos e contaminada por emoção que é difícil falar objetivamente. Em primeiro lugar, não faço em hipótese alguma apologia ao seu uso indiscriminado, mas, proibi-los e demonizá-los só fez aumentar este uso. É preciso conversar com realismo.O que percebo do cenário internacional é que cada vez menos faz-se uso de AAS para melhora de rendimento e vou me atentar a isso nesta questão.O que sentimos conversando e trocando experiências com atletas já consagrados e outros que estão em seu ápice de rendimento é que hoje usa-se cada vez menos, a trajetória está invertendo. Hoje a busca pela excelência na
alimentação e suplementação tem apresentado descobertas cada vez mais eficientes, fatores esses que não podem ser negligenciados. O avanço nas pesquisas e, ainda mais, nos testes feitos por equipes de atletas é imenso e surgem alternativas cada vez mais eficientes e menos tóxicas para a ergogenia e principalmente para a recuperação.Os AAS têm uma história dentro dos esportes de força, várias justificativas, mas a verdade é que seu custo benefício, ou até diria aqui, malefício, não compensam a longo prazo. Resolvem uma situação momentânea, mas comprometem na maioria das vezes de forma temporária ou definitiva a saúde do atleta. A imagem do "fortão bombadão" vem sendo substituída, cada vez mais, pelo "smart & strong" (o forte e inteligente, forte e sensato). 
Um Atleta de Strongman gera tamanha demanda metabólica e física pra seu organismo que se torna muito suscetível a lesões e a uma demora muito grande em seu processo de recuperação pós treino, derrubando a sua imunidade e bagunçando hormônios como a Testosterona e o cortisol. Pode ser necessário fazer alguma reposição e ou controle, mas isso não quer dizer que seja 100% segura. A verdade é que se fossem possíveis estudos e a geração de informação, teríamos menos dúvidas e mais certezas. 
Mesmo assim, qualquer que seja a estratégia de ergogenia em atletas de alto rendimento, vocês podem ter certeza de que ela é pensada por médicos e nutricionistas - médico prescreve medicamento, e só ele! Nutricionista prescreve dieta e suplemento! Ninguém fica inventando maluquices e "stacks" da moda no fundo do quintal.

Agora quem participa do Grupo Força Total no Facebook terá direito a participar da Entrevista. Fizemos uma votação e as perguntas mais curtidas serão Publicadas. Nessa entrevista entraram 3 perguntas feitas pelos membros do Grupo Força Total. Para quem quer participar do Grupo aí Este o Link: Clique aqui

1ª Pergunta feita por:
Eu sempre fiquei impressionado com esse Esporte devido a quantidade de peso e a posição da pegada dos pesos que são extremamente difíceis e muito fácil para acontecer sérias lesões...!!! Eu gostaria de saber qual é o procedimento que você faz quando, por exemplo, tem uma lesão no cotovelo, o que faz de imediato e qual o procedimento até a melhora dessa lesão?
Marcos FerrariPutz! lesão sempre é complicado e não diferente em termos de importância para um Strongman. Estaria mentindo se dissesse que não acontece, mas também não estaria dizendo a verdade se dissesse que acontece demais. O fato é que muitas vezes devido as cargas que são manipuladas, são sérias.
No caso de uma lesão no cotovelo, como foi perguntado, na hora, gelo e dependendo da lesão imobilização e encaminhamento até um profissional. Bom, todos nós sabemos que lesões são resultado ou de um esforço muito grande, acima da capacidade de suportar de determinada parte envolvida, ou de um acidente, ou como é comum no Strongman por stress.
De qualquer forma, fora os tratamentos convencionais é importantíssimo no caso de uma lesão muscular não parar de movimentar-se, para que o músculo não perca a adaptação. Ou seja não paramos de treinar, sempre após uma lesão, refazemos toda a base novamente antes de partir para os específicos.


2ª Pergunta feita por:
Como é a rotina de Treinos, Duração, Intervalos e Intensidade, e como eles mudam perto de uma competição?
Marcos Ferrari-  Se vc me perguntar O Strongman periodiza??? Eu vou dizer que sim! Como todo esporte de força ele constitui seu treinamento em fases, porém a ascendência de cargas é muito mais alta que nos outros esportes. Uma hora você está caminhando com um Yoke de 200 kg e qd menos vê já esta com um de 300kg, enquanto que para aumentar 100kg por exemplo num squat você deverá se dedicar alguns meses, dependendo do nível em que estiver, anos.
Eu divido meu treino específico com, exercícios Básicos,
Weightlifting, Boxe e Natação. Vou à academia 3 vezes por semana, agachar, fazer ombro e terra. Vou ao boxe de 1 à 2 vezes por semana e finalizo a semana com uma natação para trabalhar bloqueio. No final de semana em OFF faço um treino específico, conforme vai chegando a competição diminuo o cardio e aperto no específico, mas não chego a 100% nos treinos em todas as provas, por experiência hoje eu sei que para algumas provas o desgaste neural é muito maior do que para outras, então priorizo o descanso.
De descanso geral mesmo tenho 1 à 2 dias por semana no começo da temporada, depois aumento para até 3 dias, visando maior recuperação.


3ª Pergunta feita por:
Quais são os Treinamentos que um Atleta de Força deve fazer para que alcance um alto nível Competitivo?
Marcos FerrariBom, especificamente como respondi
acima, trabalhar explosão, resistência e força/técnica.
O treinamento de Strongman é sempre complexo, difícil separar treino só de força, ou só de resistência, visto que, num exemplo, vc teria que fazer com a carga próxima a de competição uma determinada prova no menor tempo possível. Por exemplo: Se a prova da competição diz que devamos andar 20m com uma cangalha de 400 kg,
teremos que treinar até pelo menos 90% disto, fazendo não
20 mas 50 m, por exemplo. Subentendendo-se que o atleta tenha vindo de alguma escola das de força, ele atinge uma forma competitiva em alguns meses, caso contrário o atleta deve preparar a sua estrutura física antes de iniciar os treinamentos. Porque o que conta é a base explorada do atleta, isso vai ditar até onde esse atleta pode ir...




FT- No Strongman qual a prova que você mais gosta e qual você mais tem dificuldades?  E para essa prova que você tem mais facilidade você poderia compartilhar com nossos Leitores o seu treino?
Marcos FerrariEu gosto muito de fazer a Tire Flip e a Dumbell, aonde tenho mais dificuldade ainda é nos Farm´s
walk. Eu consigo tirar do tombamento de pneu uma melhora
muito boa em termos de explosão e força, geralmente faço séries intervaladas de 6 ~ 8 tombos com um pneu médio e avanço para um de 400 ~ 480 kg e inicio o trabalho de força e explosão com séries de 3 ~ 4 movimentos sem intervalo entre os tombos.
O dumbell é uma consagração, ele só sai perfeito quando você
encontra o encaixe perfeito do movimento, então todo treino envolve muita técnica o que é adquirido com muitas repetições e memorização (neural).



FT- Deixo esse espaço para você deixar sua mensagens ou apelo. 
Marcos FerrariEu gostaria de agradecer muito aos parceiros que acreditam demais no meu trabalho são eles : primeiramente a Deus e minha Família, a Universal Nutrition, a Savaget eventos, a Besse Calderaria, Minha Amiga Marília Coutinho, minha médica Dra Paula Pillegi, as pessoas que participaram com suas perguntasmeu Técnico e amigo Sandro Ueno, meus amigos do Strongman de Mogi, Louveira, Mongaguá, Peruíbe, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Espírito Santo, Natal e São Paulo, Agradeço também a galera do Power que admiro muito e em breve espero poder estar junto novamente, espero ter acrescentado algo de bom aos leitores daqui do FT, e a você Daniel pela abertura, para poder falar um pouco do meu trabalho. Como estou em preparação para o Arnold Amateur 2013, e possuo chances reais de trazer um excelente resultado para o Brasil, gostaria de aproveitar o espaço para pedir a ajuda de todos, de empresas que possam de alguma forma me ajudar na minha preparação, se puderem acessem minha fanpage e curtam, já estarão me ajudando, meu site está em fase final de construção e em breve estarei disponibilizando vídeos sobre o universo do Strongman, treinos, técnicas, etc, mas pra isso preciso que ele ganhe força. Peço também que me mandem toda aquela energia positiva, torçam, pois em Março eu estarei junto com a Delegação Brasileira no Arnold tentando estar entre os melhores do Mundo. A todos eu desejo muito sucesso em seus objetivos e caso queiram conhecer o “outro lado da força”, conheçam o Strongman e com certeza se apaixonaram com a arte de fazer força com objetos alternativos....
Um Strong Abraço ....Marcos Ferrari
Em breve meu site estará pronto : www.marcosferraristrongman.com, lá vcs
encontrarão vídeos ensinando técnicas básicas do treinamento de strongman,
façam-me uma visita.


Quero agradecer ao Atleta Marcos Ferrari pela Entrevista e por ter nos transmitido um pouco de sua experiência e assim conseguirmos maiores informações de qualidade para nossos Futuros Atletas. Muito Obrigado e que você tenha muito SUCESSO em sua trajetória.


Blog Força Total
Daniel Eduardo Barbosa






Nenhum comentário:

Postar um comentário