21 de mar de 2012

Porque os EAs ORAIS fazem mais mal que os INJETÁVEIS.



Hoje em dia os Anabols não são mais utilizados apenas por Atletas de alto nível, e sim por muitas pessoas que buscam melhorar sua musculatura, seu corpo num todo. Hoje encontramos os Anabols (EAs) nas formas injetáveis, orais, gel e adesivos. Sendo que as formas mais usadas são as injetáveis e orais, em muitos os casos sendo feitas as duas ao mesmo tempo, mas o que ando percebendo é que pelo fato de ser mais comodo o uso dos orais é mais procurado, pois eles também são mais fácil de esconder o seu uso de pais e parentes, que normalmente serão sempre contra o uso de qualquer Esteroide Anabólico. É este é um fato, então se você tiver alguém na família, que te incentive o uso de algum EAs desconfie hahahah, isso é se esta pessoa, não for seu irmão, primo que também pratica o esporte junto com você.
Concordo que os Anabols orais são mais fáceis sim, tanto sua utilização, como não temos os incomodo das aplicações, que na sua grande maioria são feitas as escondidas, ou por um amigo que saiba aplicar, ou por muitos a auto aplicação. 
Só que os EAs orais além de terem os mesmos perigos que os injetáveis também contam com o fator que eles são mais prejudiciais ao Fígado. Isso mesmo, eles fazem mais mal ao fígado que os injetáveis.
 Mas por que?
Como já sabemos uma da 500 funções do nosso fígado é a eliminação da toxinas, então vamos ao que interessa, vou ser bem objetivo e sem enrolar muito em termos médicos. Quando optamos por um ciclo em que vamos usar Anabols injetáveis, contamos com o fato de que "QUASE" todos os EAs causam uma menor agressividade ao nosso organismo em relação aos orais, pois os injetáveis passam por um processo químico que tem o nome de Esterificação. E com esse processo de esterificação nosso organismo consegue absorver com mais facilidade a droga sintética. Esta esterificação melhora a solubilidade do esteroide em óleo e reduz a solubilidade em água, que tem como resultado a droga que neste caso é esterificada, permaneça depositada principalmente na gordura. Mesmo sendo uma droga sintética ela acaba sendo metabolizada quase do mesmo modo que a testosterona natural, e assim sendo menos agressiva ao nosso fígado. 
No nosso corpo as enzimas que possibilitam essa transformação tem o nome de esterase, e as mesmas estão em grande quantidade em nosso corpo. Essas enzimas (esterase) além de permitirem o uso de drogas esterificadas, ao invés de remover um éster da droga esterificada ela acrescenta um éster à droga, e com isso pode aumentar a vida da droga no corpo.


Vocês lembram que acabei de falar lá em cima que QUASE todos os Anabols injetáveis eram esterificados, então não vou deixar vocês com aquele sentimento "de que vou ficar sem saber". Eu disse quase, porque o famoso "Winstrol" que já não é mais fabricado (então corra se aparecer alguém vendendo...kkk) e agora encontrado com o nome de Estanozolol, não é esterificado e, ao contrário da maioria, ele é comercializado em uma suspensão aquosa. 
 Agora aquela pergunta:

Caramba se ele não é esterificado então como sobreviverá à sua passagem pelo fígado?
Ele também é submetido há uma transformação química, a C17 (alquilação) vou explicar mais abaixo esse processo.

EAs Orais:  
Vamos agora então falar dos mais escolhidos pelos jovens, pelo fato de serem mais fáceis de usar. 
Os Anabols orais como quase todas as drogas que tomamos, primeiramente são absorvidos no intestino e só depois são levados pela corrente sanguínea ao fígado. Como vimos, se eles não sofrerem alguma mudança química, o nosso fígado irá eliminá-los, até mesmo porque essa é uma das suas funções, então eles sofrem uma  mudança para proteger o hormônio daquela enzima que vimos agora pouco, a (esterase), e assim conseguirem passar pelo figado e chegarem ao seu verdadeiro alvo, os tecidos musculares. Esse processo que irá transformar a droga para aguentar passar pelo fígado tem o nome de ALQUILAÇÃO ( C17 alfa aquilados), ela irá possibilitar a droga sobreviver à primeira passagem através do fígado. Mas, com isto irá submeter o fígado à um stress, pois a função desse processo é dificultar o fígado à metabolizar a droga, pois a alquilação irá enganar as enzimas do figado não as deixando identificar a droga e assim permitindo que a mesma saia quase que intacta pela primeira passagem.


Vendo isso, o que é mais fácil e comodo
 pode não ser o melhor para você. 

Conclusão:
Não são só os EAs que podem enganar as enzimas hepáticas e assim prejudicarem nosso figado, existem remédios usados no dia-a-dia, que também prejudicam da mesma forma o fígado. Como sabemos, o fígado é o único órgão que consegue se regenerar, mas depende da quantidade e do tempo que a droga é usada, pode causar danos irreversíveis. Se você está fazendo um ciclo e começou a notar que está ficando com a pele  amarelada, pare imediatamente com o ciclo e procure um MÉDICO, este sintoma se chama Icterícia.
Não podemos esquecer que também podemos ter problemas RENAIS, que podem ser manifestados por meio de anemia, que é a menor produção de células vermelhas no sangue.     



FONTES: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42301999000400014

Um comentário: