13 de mar de 2012

Início do Força Total no Mundo dos EAs.

O começo de tudo
O maior engano daqueles que vêm os Esteroides Anabolizantes como fora de contexto, é que acham que eles foram adicionados aos esportes de competição há poucos anos. Isso é um tremendo engano, os Anabols que é como vou chamar os Esteroides Anabolizantes, foram empregados aos esportes de competições há muito anos atrás. Pesquisadores ao descobrirem que os testículos eram responsáveis por alguns comportamentos e características encontradas no sexo masculino, começaram a fazer pesquisas para alcançar estas características . Usando testículos de animais para fazer as pesquisas por volta do ano de 1849. 
E como sempre os atletas estão em busca de uma melhor performance para conseguirem vencer seus obstáculos suas metas, viram na ciência uma forma de aumentarem seus rendimentos. Vocês acham isso ERRADO? Eu não, não é diferente de outra profissão, vamos pensar.. Quem não quer dar seu melhor? Muitos já se dedicam muito em profissões em que não tem sua paixão envolvida (seu amor), imaginem quando contamos com esta pitada de paixão e amor ligada ao nosso dia a dia, a nossa profissão, à aquilo que escolhemos lutar não só para ser nosso sustento e sim para ser o alimento de nossa alma. Lógico que daremos todo o nosso melhor, e muito mais, vamos largar a hipocrisia de lado. 
Quem acompanha o Blog Força Total há algum tempo, sabe que não faço apologia nenhuma aos Anabols, mas também não vou deixar de falar deles por termos uma sociedade onde é mais fácil julgar  do que entender, não sou a favor do seu uso do jeito que está sendo feito, sem responsabilidade e nenhuma base. Eles são perigosos sim e podem causar muitos estragos em nossas vidas, se não forem empregados da forma certa e por pessoas certas. 
Em 1889 o jogador de beisebol Galvin, já estava testando sua melhor performance com ajuda da medicina.
O Fisiculturismo ou Musculação não começou com o uso dos Anabols, como todos pensam. Ele foi mais um dos esportes que empregaram seu uso.
Na década de 1930 os Anabols tiveram uma enorme evolução, pois em 1931 o bioquímico alemão Adolf Butenandt conseguiu o isolamento do primeiro Hormônio Androgênico. Assim estava aberta a caixa de Pandora, e a corrida em busca de um Esteróides Anabólico-Androgênico mais potente tinha dado sua largada por grandes Industrias Farmacêuticas  como as:  Organon, Schering e Ciba e assim já temos mais ou menos uns 75 anos que atletas das mais variadas modalidades esportivas usam os tão discutidos Anabols. 


A grande descoberta!!!
Com a indústria Farmacêutica na corrida para alcançar um Anabol mais potente e que fosse possível ser comercializado, pois até então para se conseguir isolar 10 mg da estrutura química da testosterona eram necessários 100 kg de testículos de touro, naquela época os coitadinhos tiveram até seus mugidos alterados hahah.
Em Agosto de 1935, tanto a Schering como a Ciba descobriram outros métodos menos onerosos e dolorosos aos pobres Touros, conseguindo assim sintetizar a testosterona. E foi Leopold Ruzicka um químico croata que ganhou o premio Nobel por este grande feito, e não parou por aí, no mesmo ano Ruzicka também sintetizou o Metiltestosterona, Mestanolona e Methandriol.
Em 1936 Chales Kochakian confirmou que a testosterona era de fato um Esteróide Anabólico, e assim ajudava a aumentar a massa muscular.


Os diferentes EAs têm combinações variada de propriedades androgênicas e anabólicas. Anabolismo é o processo metabólico que constrói moléculas maiores a partir de outras menores.


Eles são usados em pessoas em estado de condições crônicas debilitantes, como o Câncer e a AIDS, por terem como resultado inúmeros efeitos fisiológicos, incluindo entre esses efeitos a maior síntese Protéica, aumento da massa muscular, aumento da força, apetite e crescimento ósseo.


Hoje em dia, a quantidade de EAs injetáveis e comprimidos é enorme, e para inúmeros fins na medicina, e com isto aumentou também as alternativas para os atletas, e também os riscos para os leigos. 

Alguns efeitos colaterais:
Quando administrados em excesso tem como seus efeitos colaterais, o aumento do colesterol LDL e a diminuição do HDL, problemas com a hepatoxidade, pressão sanguínea elevada, acne, calvice, alterações na morfologia do ventrículo esquerdo do coração e etc...   


Nota do Blog Força Total:
Daqui para frente irei me aprofundar mais no incrível e perigoso mundo dos ANABOLS, mas não irei postar ciclos não, e sim falar sobre os EAs. E contaremos com estas figuras para nos ajudar a entender tanto as partes positivas como os pontos negativos. Aí só depende de você. 



Blog Força Total
Daniel Eduardo Barbosa



Fontes: http://en.wikipedia.org/wiki/Leopold_Ru%C5%BEi%C4%8Dka
             http://www.nobelprize.org/nobel_prizes/chemistry/laureates/1939/ruzicka-lecture.pdf
             http://pt.wikipedia.org/wiki/Esteroide_anabolizante

Nenhum comentário:

Postar um comentário