15 de dez de 2011

Dr. Rodrigo Koprowski- Entrevista com o Presidente da Nabba Brasil.



FT- O Brasil será a sede da Copa e das Olimpíadas, na sua visão mudou alguma coisa em relação ao governo incentivar mais o esporte no Brasil?

Rodrigo Koprowski- Para o esporte amador, como o nosso e como a maioria dos esportes de base, não mudou nada!. Infelizmente os incentivos continuam aumentando para os já milionários esportes como Futebol, Voleibol, Formula1, e etc...

FT- E falando em incentivo, o Bolsa Atleta é uma realidade no fisiculturismo brasileiro? E quanto ao patrocínio privado? É possível viver do fisiculturismo no Brasil?
Rodrigo Koprowski- O Bolsa Atleta foi uma realidade para poucos e por pouquíssimo tempo, mas tiraram o benefício sem explicar e ainda devendo meses sem pagar aos já sacrificados atletas... Sim, é possível viver do Fisiculturismo, com Patrocínio de empresas privadas no Brasil, porém poucos atletas conseguem este feito. A maior parte das empresas patrocina os atletas com uma cota de Suplementos mensal, é claro que os maiores expoentes do esporte, conseguem bons patrocínios se derem retorno para a empresa com bom marketing pessoal.

FT- Com a globalização, cobertura de enventos como o Olympia, modifica o cenário do fisiculturismo no Brasil? Há uma procura maior pelo esporte?
Rodrigo Koprowski- Na verdade tudo colabora, mas o que mais dá resultado para o Fisiculturismo em nosso País, com dedicação diária e competente como o trabalho que faz a NABBA, no Brasil

FT- Muitos pais de jovens parecem não se importar que os filhos cheguem em casa bêbados, mas são capazes de impedir que o filho tome um simples Whey, achando que é "bomba".
Qual a sua opinião diante desses fatos e, como poderíamos mudar esta situação?
Rodrigo Koprowski- Ignorância é falta de conhecimento sobre determinado assunto. Suplemento é Alimento (Comida)... arroz, feijão, carne e batata tem contra-indicação?. A Ignorância é um mal que atinge não só os pais, mas até a classe médica, que após a graduação e doutorado, esquecem de continuar estudando e ficam desatualizados, muitos se associam à estes pais e conseguem piorar ainda mais tal ignorância sobre este ou aquele suplemento. Na era da Internet, onde podemos saber quase em tempo real, o que descobre um cientista no Japão, é imperdoável que confundam Suplemento com Esteroide. Para mudar deve haver conhecimento, estudo, pesquisa... as mães não correm na internet quando o filho fica doente, afim de saber mais sobre aquilo? Pois então porque não fazem o mesmo quando o filho deseja se suplementar?

FT- Qual sua opinião sobre o uso do hormônio HGH e IGF-1?
Rodrigo Koprowski- São drogas hormonais não recomendadas, pelo menos para pessoas que não possuem objetivo no alto rendimento esportivo.

FT- Como o senhor viu o incidente (sobre o bíceps) com o atleta Jay Cutler no Olympia 2011?
Rodrigo Koprowski- Ouvi muitas pessoas dizendo que aquilo era aplicação local, tipo Sintol, particularmente não acredito que um atleta deste nível faria uma besteira destas em cima da hora, a ponto de ficar tão evidente, mas de qualquer forma, não posso colocar minha mão no fogo e dizer que "aquilo não era isso ou aquilo" se foi, ele terá que colher os frutos que plantou no futuro. O tempo dirá!

Estamos falando do Bíceps Esquerdo.


FT- Qual a sua opinião sobre o dopping genético?
Rodrigo Koprowski- Acho que é uma possibilidade que pode vir a se tornar realidade no futuro. Vivem hoje no campo das especulações, mas os trabalhos são sérios, conheço alguns pesquisadores que já trabalham com isso há alguns anos e posso garantir que muito em breve apresentarão surpresas.

FT- O que o senhor tem a dizer para os jovens que estão começando agora no fisiculturismo?
Rodrigo Koprowski- Muita paciência, respeitem os limites do físico, atinjam primeiramente a maturidade do corpo, não tentem pular etapas, porque no futuro mora o arrependimento!



Para saberem mais sobre a NABBA Brasil sobre cursos, campeonatos, e etc.. Clique AQUI

O Blog Força Total, agradece o Dr. e Presidente da NABBA Brasil Sr. Rodrigo Koprowski pela atenção. E Parabenizamos ele por fazer um ótimo trabalho em prol do Fisiculturismo brasileiro. Muito Obrigado.
Blog Força Total



2 comentários:

  1. qro ser fisiculturista, qro n , eu vou ser fisiculturista mas como ja disseram aq no Brasil é mto mal falado devido pessoas q n sao atletas e acabam fazendo besteira ao usar esteroides sem acompanhamento , como consequencia sujando o nome e o trabalho duro dos outros atletas q estao na luta diaria
    qual dica vc daria para mim?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos que correr atras dos nosso Objetivos, e transforma-los em realidade. Não vá pensando que vai ganhar dinheiro apenas treinando e participando de campeonatos. Estude muito para ser um profissional da área e assim conseguir trabalhar com o que vc ama. Vejo uma porrada de atleta reclamando, só que uma parte deles não conhecem o Esporte afundo.

      Excluir