13 de dez de 2012

Academias virando EMPRESAS.


Recebi um pedido de um amiga de peso nos Esporte de Força, a Marilia Coutinho - que é uma pessoa que admiro muito, me chamou a atenção para uma carta que um membro do seu Grupo do Facebook postou. Lógico que não tenho como recusar, e não por eu ser admirador do trabalho dela e sim por que quem a conhece sabe que além de ter um puta conhecimento na área, ela é uma pessoa bem séria quando falamos de ESPORTES COM FORÇA.

Antes de colocar a carta vou deixar meu desabafo aqui também, já aproveitando o ensejo.


Alguns anos atrás, as academias eram montadas por pessoas que obviamente tinham a intenção financeira, mas não era esse foco apenas, eram Atletas de competição ou mesmo recreativos, que realizaram seus sonhos de serem donos de sua GYM e conciliar sua fonte de renda com sua PAIXÃO pelo Esporte. Só que nos últimos anos, grandes redes começaram a investir no ramo FITNESS e com isso acabou ficando difícil para uma boa parte dessas pequenas academias se sustentarem e, muitas acabaram fechando suas portas. Só que além delas estarem engolindo as pequenas academias que tinham seus donos perto dos alunos ou MAROMBEIROS, por vezes até dividindo a mesa de supino com ele, elas estão reinventando um outro formato de academia, que deixa de fora os princípios básicos de uma ACADEMIA DE MUSCULAÇÃO. Estão trocando ANILHAS E BARRAS por Máquinas Guiadas, e isso é um absurdo. E não é um fato isolado não, vejam a carta que vou postar logo abaixo. Isso aconteceu aí no Brasil, eu moro no Japão e vamos para o mesmo caminho, penso que até estamos na frente. Infelizmente...
                                                                                                  Daniel Eduardo Barbosa


Camaradas, peço licença para um relato-desabafo; tem tudo a ver com a discussão de ontem sobre as atitudes preconceituosas da Planet Fitness. Hoje à tarde, na academia onde tento treinar, dois colegas ( um bodybuilder campeão aqui no Rio e sua aluna) vieram me perguntar: "vai treinar ONDE ano que vem?" Obviamente não entendi a razão da pergunta. Me explicaram que, com a nova coordenação, o alvo da academia agora será a "ELITE"(sic). Todo o equipamento será substituído ( leia-se bancos de supino, hack de agachamento, as anilhas, barras, halteres, leg press e etc) por APARELHOS DE PLACAS, novas esteiras, elíptico, etc. A nova coordenação pretende fazer esta "seleção da elite" (sic) aumentando significativamente o valor da mensalidade. O equipamento substituído irá equipar uma nova academia, muito menor, e num bairro mais "humilde"(SIC), por um baixo preço de mensalidade, "pois será destinada a um novo público, de baixa renda" (sic).
Ou seja, quem treina seriamente, gosta de fazer força, é atleta ( a academia possui um competidor de bodybuilding, alguns de bodymuscle, e algumas competidoras de fitness, além deste que vos escreve, que pretende coltar ao powerlifting e vem treinando pra isso, e os atletas de jiu-jitsu, que também gostam de fazer força) está sendo excluído daquilo que a coordenação considera ELITE. ATLETA É RESTO, FAZ BARULHO, JOGA PESO NO CHÃO, "ATRAPALHA".
Mal tenho palavras para expressar minha FRUSTRAÇÃO E REVOLTA.
NOJO desse segmento fitness invadindo o país, e da descaracterização que o treinamento de força vem sofrendo. 
Carta escrita ao Grupo Aliança da Força por: Alexander De Oliveira Moura
Ajudem a divulgar, clicando no G+1  no artigo aqui e compartilhando nas Redes Sociais. Muito Obrigado
Blog Força Total

3 comentários:

  1. Concordo em partes com o artigo, pois sou dono de uma academia pequena, exatamente no sentido que foi sitado, ou seja, treino com os alunos. A unica coisa que não concordo é a parte que os marombeiros, jogam os pesos no chão, guardam as anilhas "socando" os suportes até estremecer a academia. O problema é que ai quebra o aparelho, quebra a solda dos alteres, faz buraco no chão, e depois eles vem cheios de razão dizer pra consertar porque estão pagando. Mas a mensalidade é baixa e não cobre todos os estragos. Eu também achava frescura, ficar pegando no pé de aluno, até que me vi dono de uma academia. Acho que os marombeiros ou atletas que fazem isso precisam se concientizar, senão não tem como evitar as transformações que estão acontecendo. De resto concordo com o post em gênero, numero e grau, pois também sou apaixonado por este esporte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existem sempre os dois lados da moeda, e não tiro sua razão. Sei que alguns acabam passando dos limites e como em tudo na vida tem um pessoal muito sem NOÇÃO. Mas, tirando esse pessoal a coisa está cada dia mais complicado para quem gosta de TREINAR. Abraços...

      Excluir
  2. Tudo hoje em dia é feito a base da quantidade, pois quanto mais pessoas melhor, dizem os empreendedores. E é por isso que está havendo essa mudança para o mundo fitness. Mas, do mesmo modo que vai acabando essa junção dos marombas com fitness, vai sair um novo investimento específico para o nosso esporte!!! Eu mesmo, se fosse investir em uma academia, gastaria o meu dinheiro nesse caminho pois ha uma grande vantagem nesse nosso esporte que é a fidelidade dos clientes que não treinam apenas para o verão e sim para o resto da vida .....!!! Quem sabe uma dessas grandes redes leiam o que esse post tem a dizer e pense no futuro, pois nós nunca deixaremos de treinar por causa dessa nova modalidade .......!!!

    ResponderExcluir