24 de ago de 2012

Glicogênio Muscular - Aprenda de uma forma Simples.


Glicogênio Muscular, quem nunca escutou falar essa frase : "Nosso corpo é uma Máquina"??? É a frase mais perfeita que pelo menos eu conheça, pois se cuidarmos bem do nosso corpo conseguiremos fazer essa máquina passar dos 80 anos funcionando com peças originais de fábrica. Agora me diz qual automóvel ou outra máquina tem tanta resistência? Lógico que o mau uso do nosso corpo irá acarretar um mau funcionamento e até numa pane geral.
Quem já assistiu o filme Velozes e Furiosos, vai saber do que estou falando. Máquinas super velozes, carros com sistemas super avançados e ótimos combustíveis para produzir energia. Como por exemplo, o Nitrogênio que é usado nesses carros, que
 após uma certa velocidade é acionado dando uma explosão de força aumentando a aceleração do motor e assim levando o carro à uma super velocidade.
Calma!!! Já sei o que você está pensando...
O que isso tem a ver com este Post?
Com essa introdução eu espero que fique mais fácil para entendermos como funciona o Glicogênio Muscular.

Quando nos alimentamos, nosso organismo após a digestão, armazena os Carboidratos ingeridos em forma de Glicogênio Hepático (fígado) e Glicogênio Muscular (músculos).

O Glicogênio Hepático, tem como função a manutenção da glicemia entre as refeições. Funciona como uma reserva de glicose para ser usada por outros órgãos (como o cérebro, cuja energia é exclusivamente derivada da glicose), quando necessário. 

Glicogênio Muscular, ele já é usado pelo próprio músculo, como fonte de energia na contração muscular.
Só que ele não é usado só por praticantes de Musculação e sim por todos os Esportes, e no nosso dia a dia.
Isso mesmo, o glicogênio tem um papel muito importante em nossa vida. 

O que é Glicogênio Muscular?
Glicogênio é a combinação de moléculas de Glicose, que fornece energia imediata para os músculos durante uma atividade física como: Treinos de Musculação, Corridas e até em nossas atividades diárias.
Você já deve ter escutado na sua academia alguém falar: " As reservas de glicogênio devem estar baixas para começar a ocorrer a lipólise...". Falamos isso, porque essa substância fica armazenada no nosso corpo.

Já o Glicogênio Muscular, não pode ser exportado, ele é usado pela própria fibra como fonte de energia emergencial quando fazemos uma atividade muito intensa. Ex: Um Treino de Musculação intenso ou uma Corrida puxada.

Vamos saber um pouco mais do Metabolismo.

O Glicogênio pode sofrer a Síntese e também a Degradação (processo Anabólico ou Catabólico), sendo assim, permite uma regulação endógena de acordo com as necessidades fisiológicas e com a disponibilidade momentânea do individuo. Isso só não vai ocorrer se a pessoa tiver alguma doença como a Diabetes. 
Cuidados: O Excesso de energia disponível no corpo poderá ser   transformado em Gordura e a Falta repentina de energia, pode gerar prejuízos ao corpo gerando problemas como a hipoglicemia, que facilmente pode afetar glândulas importantes como a Tireoide.

Quando fazemos uma atividade física com uma boa intensidade, nosso corpo usa a glicose disponível na corrente sanguínea por estar prontamente disponível.
O glicogênio muscular precisa ser quebrado (glicogenólise) para transformar-se em glicose e, assim aumentar a glicemia (taxa de glicose sanguínea).
Quando forçamos mais os treinos ou a corrida por um tempo maior, proporciona-se a oxidação da gordura (beta-oxidação), realizando o sonho de todos : transformando gordura em energia.
Então vendo isso, não vai sair correndo que nem um louco por aí. Faça uma boa dieta, balanceada e assim terá como saber o quanto vai precisar correr para alcançar seu objetivo. Pois, como vimos não vai adiantar você fazer uma dieta super radical, pois necessitamos de energia para sobrevivermos.

Você Sabia?
Que para cada grama de Glicogênio armazenado no músculo, 2,6gramas de água são armazenadas junto. Por isso temos que manter nossa hidratação em dia.

Antes de ir para a Academia treinar não esqueça de recarregar suas energias. Uma hora antes de treinar, uma boa porção de peito de frango com arroz integral ou batata doce vai te ajudar a manter um bom nível de energia, e assim conseguirá realizar um ótimo treino com Força Total.


Blog Força Total
Daniel Eduardo Barbosa 

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário